O amor de Deus revelado a crianças deficientes de Guiné Bissau – Relato do campo missionário


Durante a viagem a Guiné Bissau, realizada pela Agência de Saúde às Nações em janeiro de 2018, tivemos o conhecimento da existência de uma casa onde moram crianças cegas e outras que possuem deficiência física ou mental. São crianças rejeitadas pela sociedade, ao ponto de serem abandonadas pela própria família por serem consideradas amaldiçoadas. Esta é uma crença bem presente neste país, em que pessoas diferentes são condenadas a viverem isoladas da sociedade.

Um homem cego que mora em Guiné, capital do país, sentiu na pele o que estas crianças têm sentido pela rejeição e abandono. Ele mesmo possui uma deficiência, mas mesmo em meio às dificuldades decidiu manter esta casa. Uma senhora também cuida deles, como se fosse mãe. Infelizmente, a verba disponível para a manutenção da casa e para o sustento de um total de 14 crianças não passa de 200 reais. O valor não é suficiente para manter o local e dar uma vida digna aos meninos e meninas abandonados.

Nós, da equipe da ASN Brasil, fomos àquela casa fazer uma triagem para identificar as necessidades odontológicas das crianças. O objetivo era fazer um diagnóstico para, no dia seguinte, leva-las para atendimento médico e dentário. Quando chegamos naquele lugar, observamos que as crianças não tinham o que comer, a não ser um pouco de arroz que estava sendo descascado por eles.

Deixamos uma oferta para que os mantenedores da casa pudessem comprar comida que durasse alguns dias. A reação deles foi imediata: deram muitas aleluias e glórias a Deus, em um momento de exaltação ao nosso senhor. A alegria tomou conta daquele lugar. A equipe da ASN ficou extremamente grata em poder levar um pouco de consolo àquelas crianças e esperança para o seu coração. Vimos muitos sorrisos naquele instante.

No dia seguinte, nossos missionários buscaram a todos em casa e as crianças foram levadas para a sede do projeto da ASN Brasil, onde receberam alimentação adequada. Foi oferecido atendimento médico e odontológico àquelas pessoas, inclusive para o senhor que toma conta daqueles meninos e meninas. Pudermos ver nos olhos deles a alegria de ter o sorriso e a saúde restaurados.

Tudo o que fizemos é pouco frente ao grande desafio que o Senhor tem colocado à nossa frente. Só o amor de Deus, que foi pregado e mostrado através das nossas atitudes, pode trazer a esperança de dias melhores àqueles pequeninos. Deus, que tira a dor do desprezo e enche o coração de alegria, que tira a fome enviando o suprimento na hora em que mais precisamos. Só ele pode preencher o vazio do abandono.

Obrigada, Deus do impossível!

Rosangela Verly
Presidente da ASN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *