Medicina ASN


Acesso a tratamento médico adequado é cada vez mais difícil em meio às comunidades mais carentes, por isso investimos na criação de um Departamento que possa atender a essa demanda e unir profissionais de diversas especialidades, promovendo um atendimento integral.

Atualmente o Departamento de Medicina ASN atua na logística das Clínicas realizadas em Guiné Bissau e Senegal, programando o curso e realizando parceria com ONGs e instituições governamentais locais para somar esforços no processo de melhoria e diminuição do tempo de espera.

Geralmente após a consulta, o paciente também recebe da ASN a medicação indicada, sem custo algum, com quantidade suficiente para o tempo necessário para o tratamento. Dentre as especialidades mais procuradas, temos a dermatologia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e oftalmologia.

Além das atividades no exterior, temos Projeto Semear que possui 08 médicos em seu quadro de voluntários, porém estes com foco na diminuição do tempo de espera no interior do estado de Goiás.

Para saber como fazer parte deste setor, como profissional ou estudante da área, envie um e-mail para asnbrasil@hotmail.com ou entre em contato diretamente com a coordenação através do Whataspp 11 9 8834-2882.

Coordenador:
Dr. Rolney Raposo Dezani
Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina na Universidade Federal de Juiz de Fora-MG – 1997 e 2003.
MBA em Gestão Empresarial – 2006. Pós Graduando em Medicina Esportiva – 2017. É coordenador e diretor de pronto atendimentos clínicos desde 2004. Participa de projetos voluntários desde a adolescência, onde descobriu a missão como chamado. Já se envolveu em projetos de juventude com a JOCUM e de população ribeirinha, junto a Asas de Socorro.
Atua como Coordenador do Departamento da Medicina na ASN Brasil desde janeiro de 2017, tendo servido em Guiné Bissau desde então. Tem a medicina como vocação, concentrando seu serviço voluntário em lugares com baixo índice de IDH, tendo como objetivo o acolhimento daquele que é excluído, atendendo com excelência e enxergando-o com humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *